N.4: Diálogos Interparadigmáticos

Editorial – Hibridismo Interparadigmático
Editorial – Interparadigmatic Hybridism
Alexandre Zaslavsky (Editor-chefe)

Autopesquisa através da extrapolação interparadigmática
Self-research through interparadigmatic extrapolation
Adriana Kauati

Ludwik Fleck e a produção do conhecimento sobre consciência
Ludwik Fleck and the production of knowledge about consciousness
Fernanda Cabral Schveitzer; Mariana Cabral Schveitzer

Comunicação através do véu e a evolução da consciência de Victoria Woodhull: candidata à presidência e feminista
Communication through the veil and the evolving consciousness of Victoria Woodhull: presidential candidate and feminist
Cristina Zaccarini

Os desafios éticos conscienciais e a cosmoética
Inter-consciential ethical challenges and cosmoethics
Leuzene Salgues

Relativismo cultural, direitos humanos e cosmoética: fronteiras e intersecções interparadigmáticas consoantes à mutilação genital feminina
Cultural relativism, human rights and cosmoethics: frontiers and interparadigmatic intersections concerning female genital mutilation
Patricia Gaspar Mello

Aproximações entre ética filosófica e cosmoética
Approximations between philosophical ethics and cosmoethics
Alexandre Zaslavsky

2 comentários sobre “N.4: Diálogos Interparadigmáticos

  1. Prezados,
    Sou doutorando na área de ciências comportamentais e gostaria de saber se na condição de doutorando estou habilitado a publicar na Interparadigma. Pelo que entendi, não pode, certo?
    Ressalto que não conheço nenhum journal no mundo que cria qualquer barreira formal ao fato de o autor não ser doutor (pode ser que exista e eu não conheça). Entendo que o critério de aceitação de um paper deva ser a qualidade do trabalho e não o título acadêmico do autor (não há qualquer problema em definir um alto padrão de qualidade, nem em requerer uma estilística específica). Entendo que qualquer pessoa que conseguir atingir os padrões requeridos e oferecer uma contribuição ao campo deva ser considerada.
    Caso contrário o debate fica restrito e antidemocrático, no meu ponto de vista. Compreendo que, por se tratar da revista dos doutores da conscienciologia, o corpo editorial e de revisores tem que ser composto por doutores para propiciar um debate de alto padrão com os demais paradigmas. Mas não entendo a necessidade de estender esse critério aos autores.

    Finalizo ressaltando minha alegria em ver uma iniciativa como a Interparadigmas tomando forma. Também sou voluntário da conscienciologia e torço verdadeiramente para o sucesso desse empreendimento.

    As melhores ECs,
    Gustavo Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *